O turismo após a pandemia

Há muito não vivíamos uma situação parecida com o que aconteceu no início de 2020. Por conta da pandemia causada pelo Coronavírus, o mundo virou de cabeça para baixo. Estabelecimentos pararam de funcionar, empresas faliram, a economia em muitos países chegou bem perto do colapso e a incerteza de um futuro melhor permaneceu por meses.

Agora, ao que tudo indica, a situação estamos voltando à estabilidade – assim como o mercado de turismo internacional.

A verdade é que os vírus sempre circularam pelo mundo. A diferença é que hoje, eles chegam a todos os países através de navios e aviões de forma muito mais rápida.

É por isso que, para evitar o risco de sofrer uma epidemia localizada e uma verdadeira pandemia, as autoridades internacionais estabeleceram procedimentos rigorosos de controle em todos os principais aeroportos, especialmente para viajantes de áreas de risco.

O aumento do risco de novas pandemias também deriva do crescente impacto ambiental: invadimos as florestas tropicais, outros habitats que contêm muitas espécies animais e com eles muitos vírus ainda desconhecidos.

Nós caçamos animais para enviá-los vivos para mercados de carne, onde diferentes espécies vivem juntas em contato próximo.

Tudo isso colabora para que novas espécies de vírus se espalhem pela sociedade.

Com os avanços das vacinas, muitos países começaram a registrar uma queda considerável no número de óbitos. E com isso, as fronteiras começaram a se reabrir para estrangeiros.

Mas a dúvida permanece: quais países os brasileiros já podem visitar? O que é necessário para sair do Brasil? A vacina é obrigatória? E o passaporte do Covid? Essas e outras questões você saberá a seguir. Confira!

A vacinação é obrigatória?

Para muitos países, sim. Na França, por exemplo, é necessário ter as 3 doses (dependendo da vacina, como Pfizer e Coronavac). Em outros países, apenas duas doses, mas ainda assim turistas não podem entrar sem o comprovante.

Na cidade de São Paulo, 100% dos adultos já foram vacinados. No Brasil, um total de 150 milhões de pessoas já tomaram pelo menos uma dose da vacina.

Desse modo, o mercado do turismo encontrou a segurança necessária para voltar a movimentar o setor.

Durante esses dois anos de pandemia, o real desvalorizou demais. Tanto é que o dólar chegou a quase 6 reais e a libra esterlina a quase 7 reais. Mesmo assim, o cenário está se tornando favorável para que as viagens de turismo voltem a acontecer, especialmente dentro do Brasil.

Na verdade, agora é a hora de viajar para dentro do próprio país e aquecer a nossa economia novamente.  

Quando vamos poder voltar a viajar para fora do Brasil?

Aos poucos, os países estão reabrindo suas fronteiras. Mas é difícil afirmar com precisão quando as coisas vão voltar a ser como eram antes da pandemia. Por enquanto, a própria OMS afirma que viagens feitas durante a pandemia podem ser arriscadas, e, portanto, evitadas.

Ao viajar para o exterior, é importante ter a atenção redobrada, pois com frequência as restrições de entrada estão mudando porque o contágio ainda não acabou.

Por enquanto, 55 países estão com restrições para brasileiros. Mas elas são leves, o que significa que é possível viajar, mediante comprovação de vacinação. Pelo menos 25 países pedem a comprovação mais a quarentena, e 76 países seguem fechados para a entrada de brasileiros.

Confira abaixo alguns países para os quais nós brasileiros já podemos viajar:

  • Argentina: é permitido, mediante comprovante de vacinação. Também é possível apresentar um PCR feito com até 72 horas, além de ser necessário preencher um formulário;
  • Costa Rica: é necessário preencher um formulário, e caso o viajante não tenha tomado a vacina, é necessário ter um seguro viagem para o caso de hospitalização – o seguro cobre essas despesas;
  • Estados Unidos: somente com certificado de vacinação. Além disso, é necessário ter o comprovante do exame de PCR e preenchimento de formulário;
  • Portugal: os mesmos pré requisitos dos Estados Unidos, com a diferença que ao descer no aeroporto, o viajante é submetido a alguns exames;
  • México: basta preencher um formulário e fazer exames ao descer no aeroporto.

Quando poderemos viajar novamente para Estados Unidos, Europa e América do Sul?

Os Estados Unidos já reabriram a fronteira! Basta ter a vacina, como mencionado acima (e não há restrições quanto à vacina que foi tomada).

Na Europa, muitos países já liberaram a entrada também, como Espanha, Alemanha, Itália, França e Reino Unido. Porém, alguns países ainda estão com restrição total, especialmente no leste europeu.

Para entrar nos países já liberados, é necessário portar exame de PCR e comprovante de vacinação.

Portanto, você já pode começar a planejar viagens novamente, mas sempre com responsabilidade! Esteja atento às restrições de cada país e continue tomando os cuidados necessários, como usar máscara em ambientes fechados, higienizar as mãos com álcool e manter o distanciamento necessário.

O Coronavírus causa sintomas semelhantes aos da gripe, que incluem:

  • Frio;
  • Febre;
  • Tosse seca;
  • Dor de garganta;
  • Dificuldades respiratórias.

Em alguns casos, no entanto, a doença progride e atinge as estruturas mais internas dos pulmões, inflamando-as e causando pneumonia, o que é muito grave.

Em casos suspeitos, as unidades de saúde têm prontamente disponíveis testes de diagnóstico adequados para análise.

Portanto, se você sentir qualquer um dos sintomas acima, é melhor se prevenir e fazer o teste. E, claro, só viajar depois que estiver bem novamente!

Em todo caso, é importante que você se previna com um seguro viagem. Em muitos países você sequer pode entrar sem ter um.

Separamos exclusivamente para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − 14 =

Go up