Entenda o que é a patologia bucal e como ela pode te ajudar

Para aqueles que não estão familiarizados com o termo patologia bucal, esta nada mais é do que a ciência responsável por estudar doenças bucais.

A necessidade desse tipo de estudo se dá uma vez que esse tipo de doença afeta uma alta taxa da população brasileira. 

Dessa forma, algumas dessas doenças podem ser mais recorrentes do que outras, ao passo que todas exigem uma atenção pois podem comprometer a saúde e boa qualidade de vida. 

Vale ressaltar que a maioria dessas doenças são evitáveis. Entretanto, os cuidados com os dentes e a saúde bucal ainda é um assunto negligenciado, subestimado por muitas pessoas que confundem essas questões com sendo apenas questão de estética. 

Isso porque, muitas pessoas vão em busca de tratamentos estéticos, como é o caso de clareamento dentário, mas a odontologia é extremamente importante para o bem estar pessoal de uma pessoa. 

Portanto, confira a seguir as principais doenças bucais, como tratá-las e como preveni-las.

Clique e saiba mais

Doenças mais comuns 

As doenças bucais mais comuns afetam tanto os dentes, como as gengivas e outras mucosas da boca. Por isso, é importante prestar atenção em casos onde o quadro está em evolução, situações que podem gerar problemas maiores. 

Confira algumas das doenças mais comuns a seguir. 

  1. Placa bacteriana

Apesar de não ser uma doença propriamente dita, a formação de placas nos dentes pode ser um dos principais fatores na maioria dos problemas que afetam a boca. 

Em suma, as placas são como um tipo de revestimento criado a partir de bactérias que se alimentam do resto de alimentos. Elas são propensas a se intensificar devido a falta de higiene, principalmente em pessoas que utilizam aparelho dental invisível.

  1. Tártaro

O tártaro, também conhecido como cálculo dental, se desenvolve nos dentes quando há placa bacteriana não é removida e a mesma acaba se acumulando. 

Entretanto, apesar de surgir da placa, o tártaro é bem diferente dela, isso porque ele já é calcificado. Dessa forma, os resíduos endurecem ficando atrelados ao dente de tal forma que se torna difícil de retirar. 

O tártaro, que também pode afetar o dente dos animais, contém diversas bactérias que levam a gengivites e complicações de saúde em geral.

Além disso, o tártaro também causa sensibilidade e pode levar a queda dos dentes, o que pode levar o paciente a ter que procurar implante dentário.

  1. Gengivite

Esta por sua vez é uma doença que afeta a gengiva, como o nome sugere. Isso porque essa parte da boca acaba irritada por diversas bactérias, que por sua vez acabam se proliferando na boca por falta de higiene. 

Uma vez instalados na gengiva, esses micro-organismos soltam ácidos, o que causa inflamação na região da gengiva. Vale dizer que essa doença também pode ser causada pela diabetes. 

Portanto, a forma de prevenir a gengivite é intensificar a higiene bucal, principalmente em casos onde o paciente faz o uso de aparelho dental de porcelana, e cuidar dos excessos na hora de comer doces e comidas ricas em glicose (açúcar). 

  1. Periodontite

A periodontite também é uma inflamação que surge a partir de uma gengivite que se agravou. Dessa forma, a periodontite afeta os tecidos que sustentam a dentição, fazendo com que haja um desgaste deles. 

Com o tempo, os dentes ficam moles e podem até se soltar da boca.

Portanto, para prevenir a periodontite, deve-se identificar a gengivite ainda no começo e realizar o seu tratamento até que a gengiva esteja totalmente saudável.

A boa higiene também é importante nesse caso para evitar a proliferação das, principalmente para pacientes que utilizam facetas de resina.

Principais tratamentos

Os tratamentos vão variar e depender de qual é a doença e qual os seus sintomas. Em geral, um profissional dentista é a pessoa mais indicada para avaliar caso a caso e passar o melhor tratamento. 

Em algumas situações, basta tomar remédios, já em outros casos é necessário fazer um tratamento mais longo que demandará por visitas regulares ao dentista. 

Em resumo, para não ter que tratar, é possível tentar evitar essas doenças através de coisas simples como: 

  • Manter uma boa higiene na boca;
  • Visitas regulares ao dentista;
  • Cuidados com a alimentação;
  • Beber bastante água para uma boca hidratada.

Nunca deixe de visitar o dentista, realizando consultas com um período máximo de seis meses entre uma e outra. Isso previne problemas bucais comuns, mas também funciona para identificação de possíveis patologias bucais.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Separamos exclusivamente para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

seis − 1 =

Go up